7 motivos para ir ao fanmeeting do UNIQ + Concurso Cultural

O Uniq virá ao Brasil para uma apresentação única no dia 25 de junho, no Tropical Butantã, em São Paulo. O quinteto, formado por 3 chineses e 2 coreanos, teve o nome do grupo inspirado na mistura de “unique” (único) com Unicórnio, simbolizando seu espírito puro e o objetivo de ser um grupo único. Apesar do debut recente, em outubro de 2014, não faltam motivos para ir ao show.

1 – Interação

O show será no formato de fanmeeting, o que significa que terão várias brincadeiras e interações com o público. Em shows anteriores do Uniq, houveram brincadeiras como um integrante e um fã carregarem uma folha de papel com as bochechas juntas, os garotos do Uniq moldarem unicórnios em massinha com fãs usando as mãos para vendar os olhos deles e até uma espécie de dança das cadeiras só que ao invés de usar cadeiras, os fãs devem abraçar os cantores. É uma chance única de chegar bem perto dos ídolos.

2 – Fansign e foto em grupo

Além do show, outros dois eventos também serão realizados no dia: uma sessão de autógrafos (fansign) e uma sessão de fotos em grupo. O fansign acontecerá antes do show e por isso os participantes ainda poderão entrar no local do fanmeeting antes do público geral. Já a foto em grupo acontecerá depois do show, com direito a um “aperto de mãos” (handshake) com os cantores.

 

3 – Apoiar o kpop no Brasil

Cross Gene no Anime Friends de 2015, em São Paulo.

Por mais que o Brasil já tenha recebido outros shows de kpop, cada oportunidade deve ser bem aproveitada. Para o show do Uniq, além dos preços já serem baixos para um show aqui, qualquer um poderá pagar meia entrada se levar, no dia do evento, 1kg de ração para cães e gatos. Assim o ingresso fica ainda mais barato, com a pista custando apenas R$ 150 e os camarotes R$ 200 (valores da meia entrada). Já o fansign e a foto em grupo tem valores fixos, sendo R$ 140 e R$ 120 respectivamente. Uniq pode não ser mais conhecido por aqui, mas é uma boa oportunidade de ouvir a música coreana de pertinho.

4 – O “Luizinho”


 

O Seungyoun morou por 2 anos no Brasil, quando estava entre seu 6º e 9º ano escolar. Conhecido como “Luizinho”, quando estava aqui seu sonho era ser jogador de futebol, e chegou a fazer parte das categorias de base do Corinthians, até que surgiu o sonho de ser cantor e ele voltou para a Coréia para tentar a carreira. Apesar de pouco tempo, foi o suficiente para que Seungyoun aprendesse português e, apesar do sotaque, já mostrou que sabe se comunicar em português em programas coreanos, sendo até o “professor de português” da Kiss the Radio, rádio apresentado pelo Ryeowook do Super Junior. Assim, não só os próprios membros do Uniq devem falar algumas frases no idioma como isso permite que os fãs possam dizer palavras em nossa língua e ser entendido pelo Seungyoun.

 

5 – As músicas

Uniq debutou em 20 de outubro de 2014 com “Falling in love”, escrita por seus dois membros coreanos, Sungjoo e Seungyoun. Três dias depois eles já lançaram “Born to fight”, a OST chinesa do filme As Tartarugas Ninjas, e no dia 10 de novembro do mesmo ano, também fizeram a OST chinesa “Celebrate”, de Pinguins de Madagscar. E, em abril de 2015, voltaram com “EOEO”, apostando em batidas eletrônicas e em um MV especial com a versão dança do vídeo. Para completar, o grupo está planejando lançar uma música nova para os primeiros seis meses de 2016, antes do show.

 

6 – “Dupla nacionalidade”

Uniq é um grupo chinês-coreano criado pela Yuehua Entertainment com parceria com a YG Entertainment. Isso significa que os garotos do Uniq não só são colegas do Han Geng (ex-Super Junior e hoje cantor pela Yuehua) como do PSY, do Big Bang, do 2NE1, do iKON e do Winner, para citar alguns. O SungJoo foi trainee de longa data da YG e fez parte do “team A” original em 2011, junto com Seungyoon e Jinwoo, do Winner, e o P-Goon do TOPPDOGG. O Uniq foi treinado por 4 anos secretamente no prédio da YG, tão secreto que  mesmo colegas de SungJoo não sabiam disso.

 

7 – Multitalentosos

Os cinco garotos tem vários talentos além do canto. O rapper YiXuan foi descoberto por participar de uma grande competição de hip-hop e street dance da China, o KOD (“Keep On Dancing”). Ele também é bom em resolver o cubo mágico e na prática do taichi e, ainda, se auto intitula “mãe” do grupo, por ser um líder gentil. Wenhan sabe tocar guitarra clássica, é bom em natação e estudou nos estados unidos, mas largou o intercâmbio e voltou para a China para se dedicar a carreira de cantor e virar membro do Uniq. Yibo é bom em várias danças, e suas especialidades são o locking e o krump, além de ser bom no ioiô. Seungyoun fala, além do coreano, português brasileiro, chinês, inglês e filipino. E SungJoo sabe tocar piano e djembe (um tipo de tambor africano). Uma curiosidade sobre SungJoo é que ele possui o apelido de “grande pilar” por ser alto (ele tem 1,80m, que também é a média de altura do Uniq) e seu nome significar “pilar sagrado”. E ainda todos os cinco também são bons no beatbox.

Por Paula Bastos Araripe
Não retirar sem devidos créditos
Nós apresentamos para vocês 7 motivos para ir ao fanmeeting do UNIQ. Mas não estamos satisfeitas. Segundo você, qual seria o 8º motivos para irmos ver o UNIQ?

*Com exceção da camiseta, os posteres e cards podem ser diferentes da imagem.

A melhor resposta irá ganhará: Poster oficial autografado pelo grupo + Poster não autografado + Cards + Camiseta.

Leia as regras e conte para nós aqui no facebook e concorra a prêmio super especial do UNIQ!