10 coisas para se ter CUIDADO ao visitar a Coreia do Sul

Imagem: Me Gusta Coffe

Você sonha um dia ir para a Coreia do Sul? Ou já está com os planos todos feitos? As malas já estão até prontas?

Qualquer que seja o seu caso, é sempre bom conhecer as particularidades do país que se planeja visitar, por isso preparamos essa listinha de 10 coisas para se tomar cuidado ao visitar a Coreia.

5 coisas para se tomar muito cuidado – ETIQUETA

Independente de há quanto tempo você entrou no mundo do K-Entretenimento, com certeza já percebeu que há muitas regras de etiqueta e hierarquia na cultura coreana, não é mesmo? E, apesar de os coreanos não esperarem que turistas ajam como nativos, é sempre legal saber como agir em certas situações. 

Então aqui ficam 5 dicas de como impressionar os coreanos com os seus bons modos:

1. Não fale alto no transporte público.

Com um dos melhores sistemas de transporte público do mundo, os sul coreanos se orgulham de poder viajar confortavelmente em seus metrôs e ônibus e parte desse conforto vem do silêncio que pode ser encontrado ali. Por isso, ao usar qualquer uma das diversas linhas do país, mantenha as conversas ao mínimo e o faça em voz baixa. Ou se prepare para ouvir um “shhh!” nada agradável. 

2. Não sente nos lugares reservados.

Ainda sobre o transporte público coreano, os lugares reservados para gestantes, idosos e deficientes são extremamente respeitados! Sentar-se em um dos assentos marcados (em cores rosa para as gestantes e nas extremidades dos carros para idosos) não é proibido, mas te fará receber olhares tortos e até mesmo uma bronca, caso você não se levante para oferecer o assento a quem precisa.

3. Compartilhe sua comida!

Muitos brasileiros também possuem o costume de compartilhar tudo o que comem, mas na Coreia, isso atinge um novo patamar. Coreanos dividem os mesmos recipientes de comida, usando apenas talheres separados e, até mesmo, servindo comida na boca dos amigos, assim como se vê nos dramas!

4. Tire os sapatos para entrar.

Esse é um fato já conhecido, mas talvez esse costume vá um pouco mais além do que você imagina. Os coreanos prezam tanto pela limpeza em ambientes internos que, muitas vezes, funcionários tiram os sapatos para entrar em escritórios: cada um tem o seu par de chinelos para usar no interior dos prédios e é super comum que advogados, agentes imobiliários e até mesmo médicos em pequenas clínicas te recebam usando um chinelo como na foto abaixo.

Um usuário da rede social “Quora” respondeu uma pergunta que dizia “Por que os coreanos gostam tanto de usar chinelos?”. Na resposta de Jangwon, ele disse: “Caramba, você me pegou. Estou no trabalho e estou usando chinelos agora mesmo. Aqui uma foto.”

5. Separe o seu lixo!

A Coreia do Sul possui o segundo melhor sistema de reciclagem do mundo e os coreanos levam isso muito a sério. Moradores podem até mesmo ser multados por colocar lixo na sacola de cor errada :O
Por isso, preste sempre atenção nos diferentes cestos de lixos disponíveis e, na dúvida, observe o que há dentro de cada um e separe corretamente: Garrafas de vidro, produtos de plástico resistente, papeis mais firmes e alumínio devem sempre ser jogados separadamente.


5 coisas para se tomar muito cuidado – PERIGOS

Sim, a Coreia é um país muito seguro. À primeira vista estrangeiros que veem carteiras deixadas em mesas, celulares sendo carregados na mão e carros deixados com a chave na ignição, podem pensar que a península não oferece nenhum perigo, mas esse não é o caso! Fique ligado nos cinco pontos a seguir e garanta sua segurança quando estiver pelo país:

1. Cultos religiosos

Aqueles de vocês que assistem doramas já devem estar cientes da existência de diversos cultos religiosos ao redor da Coreia. Apesar do exagero dramático necessário para contar certas estórias, muito do que se vê na tv é sim real e você precisa estar atento para não acabar, sem saber, se envolvendo em um culto.
Áreas mais frequentadas por turistas são conhecidas pelo grande número de ‘missionários’ que tentam angariar novos seguidores para suas  causas; eles se aproximar falando inglês, te convidam para participar de uma experiência cultural tradicional, te levam para jantar e, após conseguirem sua confiança, começam um processo de conversão que, se não aceito, pode ser tornar assédio e perseguição!
Tome cuidado e não compartilhe seu contato ou hospedagem com estranhos.

Culto religioso em uma igreja da Coreia do Sul.
Imagem meramente ilustrativa!

2. Motocicletas na calçada

O trânsito coreano é, por si só, digno de nota. O processo para tirar carteira de motorista é muito simples e, por essa razão, é muito comum ver motoristas inexperientes passando apuros pelas ruas do país.
Os motoboys não se encaixam nessa descrição. Super habilidosos e conhecidos por sua rapidez, os entregadores do país fazem de tudo para nunca atrasar uma entrega. Tudo mesmo. Incluindo furar sinais e andar nas calçadas!!! Por isso, esteja sempre atento e pronto para pular fora do caminho de algum entregador apressadinho.

3. Poluição

Você talvez já tenha se deparado com fotos de coreanos (famosos ou não) andado por aí com máscaras cobrindo nariz e boca. Muita gente acredita que isso se deva à uma tentativa de esconder a própria identidade ou, até mesmo, uma possível cirurgia plástica; essas opções são plausíveis, mas é muito mais comum que isto aconteça devido à poluição.
Em épocas como o fim do inverno e início da primavera, os particulados (partículas muito finas de sólidos ou líquidos suspensos no ar) nocivos chegam a níveis considerados mortais para grupos de riscos, como crianças, idosos, gestantes e asmáticos. Para se proteger, especialistas recomendam não sair de casa em dias de altos índices de partículas (o governo te avisa por mensagem no celular e há, também, aplicativos de alerta) e, caso a saída seja inevitável, é necessário o uso de máscaras com fator de proteção acima de 94, óculos e consumo de muita água. 

4. O conto do Oppa encantado!

Nós já contamos aqui história de mulheres que caíram no conto do “oppa perfeito” e foram enganadas e abusadas por homens em quem confiavam. Estórias como estas não são, nem de longe, uma particularidade da Coreia, mas é sempre bom lembrar que coreanos são, como todos nós, seres humanos, passíveis de erros e, a não ser que você dê muita sorte, não serão em nada como os protagonistas dos nossos romances favoritos. 
Então tenha muito cuidado e atenção com as pessoas que você conversa ou conhece por aplicativos de língua e relacionamento, além das pessoas que você conversa pessoalmente. Nunca se deixe levar por propostas que pareçam muito interessantes ou absurdas e mantenha alguém próximo ciente de qualquer conversar “estranha” que você tenha com pessoas desconhecidas.

5. Não se envolva fisicamente em conflitos!

Ainda que raramente, poderão acontecer situações em que você verá uma briga, algo que aguce seu senso de justiça e que te faça querer interferir: violência contra criança, briga de casal, um idoso sendo maltratado e afins.
MAS NÃO INTERFIRA. Sabemos que é um conselho difícil de se ouvir, mas muito importante. As leis na Coreia são extremamente diferentes das do Ocidente e muito difíceis de entender. É possível que, ao tentar separar uma briga, você seja acusado de agressão e levado à delegacia enquanto o agressor inicial saia andando livremente. Por isso, se lembre: ao se deparar com uma situação que necessite de intervenção, ligue imediatamente para a Polícia, grave a cena com o celular e deixe claro para a parte agressora que você está tomando as devidas precauções. Dessa forma, tanto você quanto a vítima estarão resguardadas e a situação terá mais chances de se resolver satisfatoriamente.


Após algum tempo de Coreia, ao pensar no que gostaríamos de ter sabido antes de vir, essas são as dicas que vêm a mente. Quais outras curiosidades vocês têm? O que gostariam de aprender sobre a vida de um estrangeiro na Coreia? Conta pra gente.

Por Jeiciane Torres
Não retirar sem os devidos créditos.