HoneyPopcorn, formado por atrizes pornô, faz comeback com novas integrantes

Imagem: Instagram@honey_popcorn314

O girlgroup Honey Popcorn, inicialmente formado por três integrantes, fez seu comeback em julho deste ano com uma nova roupagem: três novas integrantes passaram a fazer parte do grupo após a saída de Miko Matsuda.

Com a nova música intitulada De-Alseohsta elas voltaram em julho, pouco mais de um ano depois do debut.

O debut

Honey Popcorn fez sua primeira aparição no dia 21 de março de 2018 com o álbum Bibidi Bobidi Boo; debutando com uma música de mesmo nome.

Inicialmente formado por Yua Makami, Miko Matsuda e Sakutra Moto, o grupo causou polêmica na Coréia. O motivo? O grupo, além de ter a formação totalmente japonesa, tinha suas integrantes trabalhando também com AV (Adult Videos ou Videos Pornô). Fazendo com que, antes mesmo da estreia delas, abaixo assinados (com mais de 17.000 assinaturas) fossem criados para que o vídeo não fosse liberado, devido à “má influencia” que elas poderiam causar nos telespectadores.

Além da experiência de trabalharem na indústria pornográfica japonesa, as meninas já haviam feito parte de outros grupos de Pop-japonês. Yua Mikame e Matsuda Miko eram integrantes dos respectivos grupos SKE18 e NMB48, derivados do conhecido AKB48. A integrante Sakura fez parte de um grupo formado em 2011, chamado Bakusute Sotokanda Icchome.
Uma apaixonada pelo K-pop e tendo o sonho de debutar dentro desta indústria, a integrante Yua Mikame, usou de seu próprio dinheiro para a formação e produção do álbum e grupo.

Em coletiva de imprensa na Coreia, a integrante Yua comentou sobre o trabalho das integrantes como atrizes pornô e similares: “É verdade que somos atrizes de filmes adultos no Japão, e foi um trabalho que estivemos fazendo de forma sincera. No entanto, agora, queremos nos concentrar em nossas atividades como Honey Popcorn. Vamos valorizar as pessoas que estão nos apoiando agora.” 

Fonte: Bakusute-Sotokanda-Icchome

Fonte: Amazon – Capa do álbum de SKE48

Fonte: Amazon – Capa do book 2012 do NMB48

O comeback

Com a saída de Miko Matsuda (a integrante que mais possuia conteúdo relacionados ao entretenimento adulto), que se viu “graduada” do grupo, três novas integrantes foram introduzidas: Nako Miyase, Ruka Tajima e Sara Izumi. As novas garotas debutaram em julho de 2019, com o novo albúm De-aeseohsta.

O público se dividiu entre apoiar o girlgroup e criticar a estreia delas. Reunimos alguns comentários de coreanos no site XSportsNews, pelo Naver:

  • 1 – As integrantes investiram seu próprio dinheiro nisso… o que não é fácil, e eu as apóio!!! Por favor, supere os aspectos negativos que vocês vão ter e façam bem ㅎㅎ
  • 2 – Por que deveríamos aturar uma atriz de AV que não pode sequer estrear em seu próprio país? Elas estão tentando arruinar a imagem do K-Pop? Por favor, volte para o seu próprio país.
  • 3 – O conceito delas é parecido com os figurinos de palco para ‘Dumb Dumb’ do Red Velvet.
  • 4 – Nós deveríamos estar envergonhados que uma atriz de AV está estreando em nosso país, não ????

E você, o que acha do girlgroup, das músicas lançadas e do conceito? Conta pra gente nos comentários!

Por Isa Ávila
Fontes:
Kpoppersstates, Wiki, Allkpop, Osowakorea, XportsNews
Não retirar sem os devidos créditos.