SETEMBRO AMARELO: idols e canções que falam da importância da saúde mental

Nota da autora: Ei, psiu! Esse assunto é bem sensível e está ligado ao Movimento Setembro Amarelo. O conteúdo nesse texto pode conter gatilhos como depressão, suicídio e transtorno de ansiedade. Então caso não se sinta confortável, é melhor deixar a leitura para lá. Nós temos uma porção de textos para você se aventurar! Então valorize a sua saúde, combinado?

Ao decorrer dos anos o movimento Setembro Amarelo vem ganhando cada vez mais força no cotidiano das redes sociais, na mídia brasileira, internacional e é crescente o número de pessoas conscientes da causa. Todos têm na ponta da língua o significado da campanha e, acredito eu, que até você saiba que o movimento Setembro Amarelo busca conscientizar todos sobre a importância da saúde mental e, principalmente, sobre o suicídio.

A famosa fitinha amarela fixada em perfis, em botons e estampas, encontra espaço para dar voz ativa àqueles que sofrem com algum tipo de doença psíquica, como a depressão, transtorno de ansiedade, síndrome do pânico, entre outras. E apesar do movimento contra o suicídio ganhar força no mês de Setembro, muito tem se falado sobre a saúde mental. Os artistas sul-coreanos, inclusive, já se mostraram muito abertos a esse assunto que infelizmente ainda é considerado um grande tabu para a sociedade coreana. 

Sua dor é minha dor

Cada um de nós possui uma batalha interna dentro de si, parece clichê, mas todos têm os dias ruins, e os ídolos já deixaram declararam o quanto sofreram em determinada época de sua vida, afinal, ser artista, ou seja, viver da própria arte, é um trabalho exaustivo, cercado de pressão, repleto de responsabilidade e, ninguém é ferro. 

Assim como o Setembro Amarelo vem trazendo uma enxurrada de conscientização, os artistas têm cada vez mais falado sobre suas preocupações, dores e transferindo suas batalhas para o trabalho artístico. Apoiar o movimento e também os amigos é conhecido por um ato de coragem e admiração. A importância? A Coreia do Sul é o 4º país no mundo em que os indivíduos mais cometem suicídio, segundo a World Health Organization, e o número é muito maior no sexo masculino. Quando o artista fala sobre sua luta pessoal na televisão, um tijolinho da parede dos tabus é destruído e conscientiza as pessoas a procurarem ajuda; a falar sobre. É natural ter problemas, crises e as vezes é difícil lidar com as doenças da mente, mas é importante se cuidar

A cantora IU falou abertamente sobre seus distúrbios alimentares no programa “Healing Camp”, segundo ela, a pressão para ter o “corpo padrão” era tanto que pensava até em vomitar sua refeição para não ganhar peso. Ainda no programa, IU afirmou que tem recebido atendimento médico e se sente muito melhor.

Também no programa “Healing CampSuzy (hoje artista solo, ex- MISS A) contou que estava com depressão por conta de sua agenda cheia. Segundo a declaração, em um momento estava rindo e aproveitando o dia, mas subitamente uma tristeza tomava conta de seu ser que se debulhava em lágrimas. Já no programa “SBS Goodmorning” seu ex-companheiro de empresa, o Jo Kwon, também confessou ter problemas de depressão desde o início de sua carreira, pois a pressão era demais para apenas um adolescente que queria ajudar a família com os problemas financeiros. Ambos, em suas declarações, afirmaram estar estáveis. 

Durante sua aparição em 2011, Night After Night, G-Dragon (líder do boygroup BIGBANG) se abriu sobre um período de depressão após acusações de plágio contra seu single solo “Heartbreaker”. Seu lançamento solo, Kwon Ji Yong (2017), aprofundou suas preocupações sobre ser uma celebridade celebridade versus realidade e os problemas de saúde mental que a carreira o trouxe. SUPER STAR, do mesmo álbum, chega a ser uma confissão sobre como ele se sente solitário, mesmo tendo tudo que o dinheiro pode proporcionar.

G-Dragon continuou a trazer músicas que refletiam sobre sua saúde mental e a fama que crescia cada vez mais. Os holofotes sempre estiveram voltados para o artista e muitas vezes foi preciso colocar “uma máscara” para esconder suas dores internas e seguir com sua carreira, metáfora trazida também em Divina Commedia, onde relata que seu “brilho” (fama) pode ser sua doença.

GDragon em Coup D’etat “A revolução não será televisionada”.

Músicas, desabafos e entrelinhas

Em meados de 2016, a cantora Amber Liu cantou “nunca tenha medo, mesmo que você se sinta encurralado, continue seguindo por seu caminho”. O MV de Borders apresenta uma Amber completamente diferente do que os fãs conhecem através dos clipes de F(X). Encurralada sobre uma caixa, ela declama sua canção entre suspiros longos e notas sem fôlegos, como quem está seguindo seu caminho mesmo após ter se machucado muito. A canção fala sobre força, superação e coragem para seguir em frente. 

Lutas, batalhas e quedas. 4:44 de Yongguk (ex B.A.P) é a maior confissão do artista a sobre toda a pressão de ser um ídolo e nunca se sentir bom o suficiente. Apesar de ter uma letra e uma melodia completamente melancólica, a canção apresenta também o apoio que Yongguk recebeu dos fãs, de seus companheiros de grupo e da sua família. 

Ainda falando de B.A.P, no álbum NOIR (2016) a música Pray veio para machucar os corações, literalmente, mexer na ferida que os artistas e os fãs escondiam a sete chaves. A rap line do grupo canta em um tom baixo, como quem expressa profunda tristeza e dor. “Por favor, me dê coragem, amor e sabedoria, me leve para a luz, e talvez assim serei capaz de respirar”, cantam o duo no refrão. A letra ainda apresenta um duo que canta entre a saudade e a busca do antigo eu, mostrando que é mais fácil resolver o desconforto junto ao apoio dos amigos. A música é dedicada aos fãs, pois B.A.P diz que devemos nos apoiar uns nos outros para ter forças e seguir para o melhor.

É importante salientar que a música fala abertamente sobre suicídio, fique atento aos gatilhos. 

Quase não percebida pelos kpoppers, Trauma do SEVENTEEN traz uma letra misturada entre o pessimismo e o desabafo através da canção. Não se sentir bom o suficiente e o medo de ser esquecido é um trauma em comum para a hip hop line do grupo. A letra fala de uma crise de ansiedade e pânico, que promete ser tranquilizada ao cantar e falar sobre o que está sentindo. Entendeu o conselho? É importante falar e deixar ser ouvido. Desabafe.

Em 2014 Suga do BTS lançou sua mixtape como August D, apresentando seu lado de batalha e dores para os fãs. The Last fala sobre a ansiedade e depressão de Suga, e conta sobre seus dias de trainee e de artista, onde frequentemente se comparava com outros idols, o quanto seu peso lhe fazia mal, e como a ansiedade não o deixava descansar. A fama e o dinheiro não eram, nem de longe, a solução para o problema e o cansaço que as doenças psicológicas lhe traziam a cada dia. 

Esperança

🎗 “Quando doer, chore, chore o quanto você quiser, está tudo bem”, canta Chen (EXO) no refrão de Nosedive, canção da dupla de rappers Dynamic Duo. Nesta canção, o trio (contando com o feat de CHEN), canta aos fãs possibilidades de atividades para trazer a felicidade – ou até mesmo a esperança – nos dias nublados e cansativos.


🎗 “Anime-se! A vida é assim. Há muitos dias ruins e complicados. A vida é algo mágico. Você fez um bom trabalho”. Cheer Up de Hong JiYoung, cantora de trot, é um baita afago virtual, misturado com um abraço de urso que a gente sente logo no primeiro soar de violino na música. O MV apresenta duas pessoas desempregadas em situações diferentes: uma busca a recolocação no mercado de trabalho, e a outra acabou de ser demitida e precisa do emprego para sustentar a família. Preocupados com a situação, se desesperam e pensam em desistir, mas a esperança vem um sorriso, um abraço e um afago: está tudo bem. Vai ficar tudo bem. Há outro dia para tentar novamente. Não há demoras, não há pressa e não há falhas: cada um segue seu caminho da maneira que necessita seguir. O importante é não desistir. 


🎗 “Está tudo bem se você está cansado, vai ficar tudo bem. Eu acredito em você!”. A canção que vem do rádio, dos fones, do computador… Não importa, BTOB estará lá por você de uma forma ou de outra. A canção foi escrita especialmente para as pessoas que buscam conforto na música, e descansam suas preocupações entre melodias tranquilas. No clipe, cada um dos membros do grupo precisa lidar com uma espécie de problema, e para isso é preciso seguir em frente sem remoer as dores. 


🎗“Tudo bem se você estiver sem fôlego, ninguém vai te julgar. Tudo bem errar de vez em quando. Todo mundo faz isso. Está tudo bem”. Não é só a voz de Lee Hi que traz o conforto, é a aura da canção escrita por Kim Jonghyun, é a letra inspiradora que é um abraço sonoro, é a luta de cada um; é tudo e muito mais! “Breath” se manifesta por meio de respeito, amor e cuidado. Não é preciso ser abraçado por alguém, mas sim “se abraçar”, respirar fundo e ser menos cruel consigo mesmo. 


🎗 “Mesmo que esteja tendo um dia ruim, eu preciso levantar, não posso desistir. Meu coração triste há de sorrir um dia”. 
O grupo de hip hop, Drunken Tiger conta seus “demônios particulares” no MV de “The Cure”.
Sufoco, desânimo e desesperança são palavras cantadas entre as estrofes da canção, porém o refrão apresenta cantores que têm a vontade de levantar da escuridão que os cercam e buscar pela melhora.

Você não está só!

Um grande passo para conscientização de auto-cuidado é a campanha de BTS com a UNICEF, a “Love Myself”, que tem por objetivo garantir que crianças e adolescentes no mundo tenham vidas seguras e saudáveis, sem medo da violência, seja ela física ou psicológica. A Tag #ENDviolence  é usada para conscientizar os usuários das redes sociais a respeito das violências que muitas vezes são caladas e abafadas, onde a vítima tem medo de denunciar seu agressor. O bullying é um dos assuntos mais abordados dentro das publicações.

A campanha reforça o quão importante é acreditar em si mesmo. Namjoon, líder do grupo, fez um discurso na UNICEF contando sobre sua trajetória no BTS e as dificuldades que encontrou no caminho, acreditar em si mesmo era muito desafiador, mas ele encontrou refúgio na música e nos companheiros de trabalho.

“Eu posso ter cometido um erro ontem, mas o eu de ontem ainda sou eu. Hoje, eu sou o que sou com todos os meus defeitos e erros. Amanhã, eu posso ser um pouco mais sábio, e isso também será eu. Essas falhas e erros são o que eu sou, compondo as estrelas mais brilhantes da constelação da minha vida. Eu aprendi a me amar pelo o que eu sou, pelo o que eu fui, e pelo o que eu espero me tornar”.

Discurso de Kim Namjoon para UNICEF.

Em setembro de 2018, a fundação “Shiny” foi oficialmente inaugurada por Lee EunKyung, mãe do falecido Kim Jonghyun (SHINee). Eun Kyung encontrou força no luto para criar uma fundação que planeja ajudar jovens que desejam se desenvolver nas artes cênicas, especialmente aqueles sem agências, fornecendo bolsas de estudos em escolas e acompanhamento com professores especializados no assunto.

Além disso, a saúde mental também é prioridade na Shiny Foundation. O projeto disponibilizará profissionais de saúde para jovens que não tem condição de fazer o tratamento terapêutico, o atendimento será gratuito, bem como o acompanhamento do mesmo. Artistas que já estão inseridos no meio da indústria musical também serão privilegiados com a fundação.

“Nos meus olhos doloridos, posso ver tantos jovens que estão com muita dor agora”.

Declaração de Lee EunKyung em entrevista para Esquire.

A SM Entertainment, antiga empresa de Jonghyun, doou cerca de
₩900 mil (aproximadamente 4 milhões de reais) para ajudar nos gastos e custos da fundação. Todo o dinheiro recebido por Jonghyun que acumulou em sua carreira, e pelo último álbum vendido (Poet|Artist) foi direcionado para a criação e sequência do projeto.


Se você conhece alguém que precisa de ajuda, ou se até mesmo você sente seu coração apertar, procure o CVV. O Centro de Valorização a Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias.
Ligue 188 ou acesse https://www.cvv.org.br

Você não está sozinhe.

Por Isabela Marques
Fontes: 1, 2, 3 , 4 , 5 , 6, 78
Não retirar sem os créditos!