Integrante do D-Crunch chora após ter show cancelado por Ministro, no Kwait. Fãs culpam falsos rumores de homossexualidade

Desde o último dia 27, um vídeo tem causado bastante repercussão entre os kpoppers devido ao conteúdo comovente: nele, o grupo de kpop D-Crunch anuncia, em meio a muita tristeza, o cancelamento de última hora do seu show. Já totalmente preparada, a apresentação aconteceria no Kwait, país do Oriente Médio que faz fronteira com o Iraque e a Arábia Saudita.

Segundo pessoas presentes na platéia, até mesmo uma agenda onde constava o D-Crunch como uma das atrações foi distribuída. Ainda disseram que todas as outras apresentações programadas para o concerto ocorreram normalmente e sem interrupções, o que indica que o grupo foi retirado da lista minutos antes da apresentação.

O show era parte da programação do concerto em comemoração aos 40 anos das relações diplomáticas entre a Coréia do Sul e o Kwait. A participação do boygroup teria sido cancelada por ordem do Ministro de Mídias de Massa e Informação do país. Segundo informações, nenhum comunicado informando o motivo do cancelamento do show foi liberado, mas muitos fãs suspeitam que o show teria sido barrado devido a falsos rumores de que os integrantes seriam homossexuais.

Em um dos vídeos gravados pelos fãs presentes é possível ver o momento em que o pedido de desculpas foi feito pelo D-crunch, onde eles também prometem ver os fãs numa outra oportunidade. Também é possível ver alguns dos integrantes visivelmente emocionados e segurando o choro no palco:

O D-Crunch é formado por 9 integrantes: O.V, Hyunho, Minhyuk, Chanyoung, Jungseung, Dylan, Hyunwook, Hyunoh e Hyunwoo. Eles debutaram em 2018, desde então o grupo tem ganhado atenção e um crescente fandom.

Após o ocorrido, o grupo ainda foi ao seu Instagram oficial para agradecer a hospitalidade do país e mais uma vez reafirmar que eles voltariam e que amam os fãs: “Obrigado a todos pela hospitalidade! Nós amamos vocês também e algum dia nós definitivamente voltaremos para encontrá-los novamente. Amamos todos vocês.

País árabe, o Kwait não possui uma lei específica que bane ou proíbe a homossexualidade. Entretanto, possui outras leis que podem ser interpretadas de forma a reprimir pessoas LGBTI+. Ainda possuem uma série de políticas que excluem pessoas homossexuais, como o não reconhecimento da união estável entre pessoas do mesmo sexo, a não adoção de crianças por estes casais e o possibilidade de processar gays ​​sob a lei do “deboche”.

Até o presente momento, nenhuma manifestação das autoridades do Kwait foi liberada informando o motivo do cancelamento. As especulações de que o D-Crunch teria sido retirado do show por conta de rumores afirmando que os membros seriam homossexuais, fica por conta da interpretação dos fãs.

.

Por Jô Mesquita
Fonte: Gulf News, Allkpop,
svnandmoons @Twitter
Não retirar sem os devidos créditos