Família decide não fazer autópsia em Goo Hara e dispõe memorial para os fãs

ATENÇÃO! AVISO DE GATILHO: Se você é sensível a temas como os tratados nesta matéria, a leitura não é recomendada

A polícia de Gangnam, em Seul, declarou que não realizará autópsia no corpo de Goo Hara (28), após pedido de familiares. A cantora e atriz coreana foi encontrada sem vida em seu apartamento no último dia 24.

De acordo com uma fonte do departamento de polícia no dia 25 de novembro, a decisão teria sido tomada porque a compilação dos testemunhos da família e a situação do local do ocorrido indicou que não haviam sinais de crime. Portanto, teria sido decidido junto aos familiares que uma autópsia não seria realizada.

O funeral de Goo Hara está sendo realizado de forma privada, no Yonsei Severance Hospital Funeral Hall. Entretanto, um memorial em homenagem à cantora foi disponibilizado (até o dia 27 de novembro) para os fãs num local reservado e diferente, em St. Mary’s Funeral Hall, no Distrito de Gangnam.


A nota escrita à mão e vídeos CCTV

Também no último dia 25 o comissário Lee Yong Pyo, da Agência de Polícia Metropolitana de Seul declarou, afirmando em uma coletiva de imprensa, que uma nota escrita a mão foi encontrada em uma mesa na sala de estar da casa: a nota foi escrita a mão e era “muito pessimista” e negativa em relação a Hara.

Por motivos de investigação, o conteúdo da nota não será revelado, pelo menos por hora. Também foi revelado que foi a governanta da casa de Goo Hara quem encontrou o corpo, por volta das 18h (horário da Coreia). O representante também afirmou que: “Segundo a análise do vídeo de CCTV (câmera de segurança), confirmamos que ela retornou pra casa no dia 24 de novembro, aproximadamente às 12h35, a partir disto presume-se que ela faleceu após este horário.”

Foi confirmado que ninguém visitou a casa de Goo Hara após este horário, tirando a governanta que a encontrou horas depois. Ainda segundo ele, a governanta mantinha uma relação próxima com a muito artista há tempo, e teria decidido ir até a casa depois de tentar entrar em contato com ela e não obter resposta.


O ex-namorado de Hara e a primeira tentativa de suicídio

Após as notícias da morte de Goo Hara, o ex-namorado da cantora, Choi Jong Bum, tornou sua conta no Instagram privada. Choi Jong Bum é alvo de uma mobilização popular que pede para que ele seja devidamente punido após o caso de agressão e chantagem contra Hara no último ano.

Hara e o ex-companheiro se separam em setembro de 2018, após um escândalo que envolvia agressão, dano à propriedade, abuso e revenge porn (quando uma parte dentro de uma relação afetiva revela conteúdos íntimos do outro como uma forma de vingança ou retaliação). Cada lado tinha versão do ocorrido: de um lado, Choi Jong Bum disse que ele decidiu terminar o namoro e Hara teria agido de forma histérica e o agredido sem que ele resistisse. Já Hara afirmou que Jong Bum era extremamente ciumento em relação a outros homens perto, mesmo em casos em que ela estivesse apenas tratando de negócios. Ainda segundo a cantora, a briga aconteceu porque ela estava almoçando com seu manager e um outro homem da indústria do entretenimento.
Para evitar problemas, Hara disse ter falado ao então namorado que estava almoçando apenas com o manager para evitar uma crise de ciúmes, mas ao falar com o manager de Hara, Jong Bum teria descoberto que havia outro homem presente e teria ficado irritado. Isso fez com que ela fosse no mesmo dia até o local de trabalho dele para se explicar, momento no qual a briga teria começado. Dias depois, segundo uma testemunha e colega de quarto de Hara, Jong Bum teria invadido a casa e o quarto onde Goo Hara dormia. A testemunha declarou que ele parecia bêbado e teria agredido ela e a colega de quarto, bem como ameaçado acabar com a carreira de celebridade da cantora. No mês seguinte foi revelado que Choi Jong Bum teria tentado chantagear e humilhar Goo Hara com uma sex tape (ele teria pedido que ela se ajoelhasse como pedido para que o conteúdo não fosse vazado).


Choi Jon Bum, ex-namorado de Goo Hara

Goo Hara formalizou as denúncias contra o ex-namorado e Choi Jong Bum foi acusado de agressão, intimidação, chantagem, dano à propriedade e revenge porn, mas apenas as acusações de agressão e chantagem foram aceitas contra ele. Em agosto deste ano, Jong Bum foi sentenciado a 1 ano e seis meses de prisão, a pena foi convertida para 3 anos em condicional, decisão da qual a promotoria recorreu.

Em meio aos recentes eventos, a escritora Gong Ji Young foi ao seu Facebook pessoalfazer um desabafo e dizer que o juiz e todos os envolvidos na sentença do caso de Hara e de Choi Jong Bum deveriam ser acusados formalmente e investigados.

Aqueles que deram ao namorado envolvido uma condicional após ter visto o vídeo devem ser punidos. Se o juiz chefe viu o vídeo depois de dizer que visualizar o conteúdo do vídeo era essencial e mesmo após Hara negar, então eles devem ser punidos. Em meio a tudo isso, eles deram apenas uma condicional e disseram que o uso da câmera não foi um erro. Eu estremeci ao ler os artigos de hoje. Em qualquer lugar que formos há tortura e matança. Choi Jong Bum tem que enfrentar a punição adequada pela ameaça que fez de acabar com a carreira dela [Goo Hara] e revelar o vídeo”.

Declaração de Choi Jong Bum em sua rede social.

Algum tempo após a explosão do escândalo, em maio deste ano, Goo Hara tentou suicídio, mas foi encontrada inconsciente pelo seu manager e levada ao hospital. Na ocasião, foi revelado que a jovem estava numa batalha constante contra a depressão.

Após ter se recuperado do incidente e saído do hospital, Hara liberou um comunicado para tranquilizar os fãs, pedir desculpas e afirmar que estava bem: “Me desculpem por causar preocupações pelo acontecido recente. Estou me recuperando. Eu estava me sentindo estressada devido a vários acontecidos que se acumularam.Vou tentar o meu melhor para mostrar um lado saudável meu, tendo uma mente mais forte. Peço desculpas pelo incidente recente”.


Sulli, a melhor amiga de Goo Hara

Em outubro deste ano, Hara recebeu a notícia de que Sulli, sua amiga próxima e de longa data, havia sido encontrada morta. A morte de Sulli causou uma enorme comoção e na época, Goo Hara estava trabalhando no Japão e não conseguiria ir até o enterro da amiga. Em meio aos acontecimentos, Hara fez uma transmissão ao vivo no Instagram onde desabafou aos prantos: “Sulli, me desculpe por não poder ir, porque estou no Japão. Me desculpe por esta ser a única forma que tenho para te saudar. Vá, esteja bem ao fazer aquilo que deseja fazer. Eu farei o meu melhor e vou tentar viver por você também, eu vou trabalhar duro. Gente, eu estou bem. Sulli e eu éramos muito próximas, nós éramos como verdadeiras irmãs, e é por isso que eu decidi falar com ela assim e liguei a transmissão do Instagram. Me desculpo. Desculpe. Não se preocupem, gente. Sulli, adeus”.


Em outubro, Hara havia acabado de inciar as promoções de seu novo single japonês, “Midnight Queen” e estava impossibilitada de deixar o país por questões de contrato.

Goo Hara e Sulli

KARA, o fenômeno do KPOP

Goo Hara foi parte do girlgroup KARA, um fenômeno da geração do Kpop entre os anos de 2008 e 2015, um dos responsáveis por trazer visibilidade mundial para os artistas e grupos de kpop, sobretudo no Japão.
O grupo estreou em 2007 e foi sucesso de vendas e de público, sendo que hits como Lupin, Jumping e Mamma Mia embalaram fãs novos e antigos da onda coreana. A música “Mr.”, que vendeu mais de 3.9 milhões de downloads em plataformas digitais da Coreia, se tornou o primeiro maior sucesso das garotas. O grande hit fez com que KARA liderasse as paradas de sucesso não apenas na Coreia, mas em toda a Ásia, trazendo a elas uma carreira extremamente sólida. Depois de uma reformulação, o KARA encerrou suas atividades e se separou em 2016. A canção “STEP”, de 2011, foi recentemente eleita pela Billboard como uma das 20 melhores músicas de kpop da década.

Music Video de “STEP”, do KARA.

Vários nomes da indústria do entretenimento coreano lamentaram a morte de Goo Hara: artistas como T.O.P (Big Bang), Nam Tae Hyun (ex-Winner), DinDin, Giriboy, Han Ye Sul, Harisu, Tiger JK, Chae Ri Na e Kahi (ex-After School) demonstraram suas condolências online.

Em um post no Instagram, Kahi disse: “Outro Sol se pôs hoje… Suspiro … mesmo que tenhamos que proteger nossas crianças, nós também temos que proteger nossos idols… Nunca se esqueça… Que alguém está sempre orando por você”.


A KoreaIN presta todas as condolências aos amigos, fãs e familiares de Goo Hara.

Se você está passando por dificuldades e estiver precisando de ajuda, você pode ligar para o número 188, do CVV. Lembre-se: você não está só!


Por: Jô Mesquita
Fonte: Soompi, Naver News, Allkpop, Billboard
Não retirar sem os devidos créditos.