Membros do TRCNG processam agência por extorsão, agressão e abuso infantil

Os integrantes do TRCNG, Taeseon e Wooyeop, estão processando a sua agência TS Entertainment. As acusações vão de extorsão a agressão e até abuso infantil.

No último dia 18, os dois revelaram através de seu advogado que, por conta de abusos e má gerência, estariam deixando a agência e que pediram a anulação de seus contratos no início deste mês. Veja a declaração do advogado:

“Os membros do TRCNG da TS Entertaiment, Jo Wooyeop e Yang Taeseon, enviaram um certificado à agência no dia 4 de novembro, 2019, para notificá-los do término de seu contrato exclusivo, eles também entraram com denúncias criminais contra dois indivíduos na Agência de Polícia Metropolitana de Seul, incluindo o diretor Park Sang Hyun por acusações de habitual abuso infantil e lesão resultante de violência no último dia 12 de novembro.
A razão para o término de contrato inclui (1) o longo período de tempo de ausência de um CEO e a falta de manejamento adequado de seus artistas por parte da agência devido a disputas legais com suas celebridades e (2) o habitual abuso infantil contra os membros menores de idade do grupo, praticado pelo diretor Park Sang Hyun e diretor de coreografia Yoon, causando lesão devido a violência a Joo Wooyeop.”


Segundo Wooyeop e Taeseon, eles eram obrigados a praticar das 17h às 5h da manhã, sendo que deveriam se reportar novamente na agência às 10h da manhã para prática vocal e pessoal. Ou seja, mal haveria tempo para qualquer descanso. Seguindo o relato, eles dizem que tiveram que mudar de escola no segundo ano do ensino médio, porque não conseguiam fazer a longa viagem de 2/3 horas para estarem presentes em sala de aula. O que os afetou de forma a colocá-los 2 anos atrás dos estudantes de sua idade.

Ainda segundo os dois, o diretor Park Sang Hyun teria usado um jogo como desculpa para atacar os membros e xingá-los continuamente. As denúncias continuam como quando os integrantes se machucaram ao fazer b-boying e não teriam recebido qualquer tipo de auxílio, tendo que procurar a emergência por si mesmos. Os ex-integrantes reclamam que não lhes era provido sequer comida e que os fornecimentos de energia e água de seus dormitórios foram cortados por falta de pagamento. E falaram sobre as ocasiões em que seus purificadores, ar-condicionados e banheiros quebraram e os pais de integrantes acabavam tendo que consertar ou comprar aparelhos novos.

Em junho deste ano, o diretor de coreografia Yoon teria agredido Wooyeop com uma cadeira de rodas, o que teria ocasionado uma lesão tão forte que levou Wooyeop ao hospital (coisa que, segundo relatos, ele também precisou fazer sozinho). No hospital foi recomendado que ele tivesse 14 dias de repouso, ele continuou saindo e retornando ao hospital por dois dias, quando foi transferido para um hospital mais próximo devido a uma febre de 40 graus. Na ocasião, Park Sung Hyun o visitou no hospital e teria dito que “a vida de uma pessoa poderia ser arruinada por ele, e que ele deveria ser cuidadoso com o que dissesse“. Ao sair do hospital, Park Sang Hyun e outros managers o teriam o acusado de estar mentindo e na verdade só ter ficado doente por estar saindo pra beber e se encontrar com garotas. Ele também conta que teria sido extorquido no valor de 1.030 dólares (cerca de 4.330 reais) por um funcionário da agência.

Taeseon afirma que, por ser o líder, sempre foi agredido desde os dias de trainee, e que era acertado na cabeça e recebia xingamentos todas as vezes em que era repreendido.


A agência respondeu às acusações através de dois comunicados: um afirmando que o grupo, antes com 10 integrantes, seguiria agora as promoções com apenas 8 e outro negando as afirmações feitas pelos dois ex-integrantes através do advogado. Confira o comunicado sobre a saída de Taeseon e Wooyeop:

“Olá, aqui é a TS Entertainment.

Estamos provendo nosso comunicado oficial sobre as atividades futuras do TRCNG. Dando seguimento às discussões com os integrantes, TRCNG planeja promover como 8 futuramente, sem Taeseon e Wooyeop. Nós pedimos que continuem demonstrando interesse e amor pelo TRCNG. Obrigado.”


E o comunicado rebatendo as acusações:

“Olá, aqui é a TS Entertainment.

Este é um comunicado oficial sobre o TRCNG. Nós claramente afirmamos que o que foi dito pelos integrantes Taeseon e Wooyeop através das notícias hoje não é verdade. As afirmações feitas por eles são unilaterais e os outros integrantes do TRCNG não concordam com nada disso. Em adição, as ações de
Taeseon e Wooyeop estão causando dano às atividades do TRCNG, e planejamos tomar ações legais pelos danos causados à nossa agência, incluindo difamação. Agradecemos a todos que demonstram interesse pela nossa agência e dão amor e atenção aos nossos artistas. Obrigado.”

A TS Entertainment está em crise há vários meses, devido a disputas judiciais com seus ex-contratados, a morte de seu CEO Kim Tae Song e diversas denúncias por não pagar devidamente seus funcionários. O contrato do TRCNG é de nove anos e devido às condições atuais da agência, os hiatus do grupo se tornaram maiores e lançamentos digitais e físicos ficaram dessincronizados, o que foi prejudicial às promoções dos garotos.

Em apoio ao grupo, os fãs do TRCNG estão pedindo a ajuda de vários outros fandoms para levantarem a tag #JUSTICEFORTRCNG pedindo por justiça, e enviar mensagens de apoio aos integrantes que saíram e aos que permaneceram.

Fonte: Soompi
Tradução e adaptação: Jô Mesquita
Não retirar sem os devidos créditos