Parasita leva seis indicações ao Oscar 2020


Na manhã desta segunda feira, 13, foram anunciados os indicados ao Oscar 2020. Entre eles está a produção sul coreana “Parasita”, que narra a jornada de uma família desempregada se infiltrando no cotidiano privilegiado de uma outra família abastada. O longa foi nomeado para concorrer a seis prêmios: melhor filme estrangeiro, melhor filme, melhor diretor, melhor design de produção, melhor roteiro original e melhor edição.

Essa é a primeira vez que uma produção sul coreana conquista indicações ao Oscar e ela se iguala ao filme sueco Fanny e Alexander, dirigido por Ingmar Bergman, se tornando o terceiro filme estrangeiro mais indicado da história da cerimônia. 

Além das indicações ao Oscar, Parasita, foi ovacionado em todos os festivais de cinema que passou, e até agora, já acumulou a Palma de Ouro, prêmio mais importante do Festival de Cannes, o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro e outros diversos prêmios da crítica especializada. Entretanto esse não é o primeiro trabalho reconhecido de Bong Joon Ho como diretor e roteirista. 

Com oito longas-metragens em sua filmografia, o cineasta foi se tornando um nome conhecido dos festivais mundo afora desde seu trabalho de estréia em Cão que Ladra não Morde (2000),  uma sátira da obra inglesa A Dog of Flanders, livro que trata da amizade de um homem humilde com o cachorro que adota. 


O filme foi bem recebido pela crítica, porém foi em 2003 com Memórias de um Assassino que o diretor ganhou notoriedade. O longa, conta a história real da investigação de uma série de assassinatos que aconteceram numa cidade no interior da Coreia do Sul, entre o fim dos anos 80 e o começo dos anos 90. 

A produção marca o início da parceria de Bong Joon-Ho com o ator Song Kang Ho, que vive o patriarca da família Kim em Parasita e está indicado a melhor ator. Também é seu primeiro trabalho a ser exibido em festivais japoneses e europeus, e recebeu o Grand Bell Awards de melhor diretor e melhor ator. Depois desse filme, o cineasta realizou seus trabalhos mais famosos até Parasita: 

O Hospedeiro 

Lançado em 2006, o filme é terceiro longa metragem da carreira do diretor e, foi na época de seu lançamento, a maior bilheteria de um filme nacional na Coreia do Sul. Estrelado por Song Kang-Ho e Doona Bae (Sense 8), o filme conta a história de uma família humilde que vive às margens do rio Han e sobrevive com os lucros de uma banca de comida. Eles precisam se manter unidos, após uma criatura aquática e possivelmente hospedeira de um vírus contagioso e letal surgir e levar a pequena Hyun-seo (Ko Ah-seong) durante um ataque. O filme está disponível na Netflix.

Expresso do Amanhã

Adaptação da HQ francesa de mesmo nome, mostra a humanidade em um futuro próximo, sobrevivendo em um trem que dá a volta ao redor do mundo numa tentativa frustrada de interromper o aquecimento global. Com isso, o resquício da humanidade foi dividido em duas classes.

O mais ricos ficaram com a parte da frente do trem, protegidos e privilegiados  e os mais pobres com os vagões do fundo, vivendo em condições desumanas, e por isso resolvem se organizar e fugir para alcançar os vagões da frente.

Esse é o primeiro trabalho em língua inglesa de Bong Joon Ho e além da direção, ele divide roteiro com Kelly Masterson. O filme conta com Chris Evans, Tilda Swinton e Song Kang Ho no elenco e está disponível no Amazon Prime Video.

Okja 

É trabalho mais recente do diretor, e o que antecede “Parasita”. O filme estreou no festival de Cannes e se tornou o primeiro longa produzido e distribuído por um serviço de streaming a ser nomeado à Palma de Ouro. A parceria de Bong Joon Ho com a Netflix, lhe rendeu também a sua primeira indicação ao prêmio.

Nessa produção o diretor co-escreve a história da menina Mikha, uma jovem que vive nas montanhas na Coreia do Sul junto com a sua melhor amiga, Okja, uma porca gigante e geneticamente modificada, criada por uma empresa alimentícia americana como uma alternativa para um consumo mais ecológico de carne.

Para evitar que Okja seja levada de volta para os Estados Unidos para o abate, Mikha foge de casa para tentar libertar a sua amiga de um destino cruel. 

Para saber quais prêmios Parasita irá levar para casa, é só ligar a televisão no dia 9 de fevereiro, às 22 horas na transmissão oficial do Oscar 2020.

Últimas notícias